Mergulhe na sua essência. Conheça a Reeducação
Íntima!

A ideia da reeducação íntima foi nascendo ao longo desses 17 anos de vivência com a saúde da mulher e a fisioterapia pélvica. Essas vivências passam por experiências posturais, pessoais, de vida e principalmente do estudo da sexualidade humana, especialmente a feminina. Um estudo que não tem fim! Um desafio a cada dia e motivado pela vontade de evoluir cada vez mais. É uma verdadeira fonte de felicidade poder ajudar mulheres a resgatarem sua auto-estima, levando o despertar e a conscientização corporal para elas. É muito bom fazer parte do processo de soltura das amarras e de quebra de tabus. Eu amo o que faço me sinto privilegiada por isso!
Então, vem comigo nesse processo. Seja para resgatar sua auto-estima,  celebrar o feminino,  aprimorar sua sexualidade ou para sentir prazer e dar prazer. Fique ligada na reeducação íntima!

Virão muito mais dicas por aí!

Jô Soares entrevista a Fisioterapeuta Mônica Lopes

Inscreva-se e fique por dentro das novidades e dicas sobre fisioterapia pélvica para gestantes, vaginismo, sexualidade, saúde íntima e muito mais.

Sintomas e por que tratar?

DIAGNÓSTICO BENEFÍCIOS DO TRATAMENTO EXPECTATIVA DE RESULTADO*
Incontinência
Urinária
A Sociedade Internacional de Continência (ICS) – autoridade méxima no assunto- recomenda como primeira linha de tratamento para as incontinências urinárias (perdas urinárias) a fisioterapia pélvica. Vantagens: fortalecimento, coordenação e tonificação dos músculos do assoalho pélvico para que as perdas urinárias sejam evitadas. Melhora da qualidade de vida.  De 3 a 6 meses (depende da gravidade da incontinência) *
Incontinência
Fecal
Aumento do controle do assoalho pélvico, melhora do convívio social, aumento da qualidade de vida e autoestima. De 3  a 6  meses*
Constipação
Intestinal
Relaxamento dos músculos do assoalho pélvico permitindo a defecação, maior qualidade de vida e autoestima. De 3 a 6 meses*
Dispareunia Relaxamento da musculatura,  autoconhecimento, retorno da vida sexual plena, aumento da qualidade de vida e retorno do prazer nas relações sexuais. De 1 a 6 meses*
Vaginismo Relaxamento dos músculos que fazem parte da função sexual, aumento do fluxo sanguíneo local, maior qualidade de vida e autoconhecimento. De 1 a 3 meses*
Vulvodínia Relaxamento e melhora da coordenação da musculatura do assoalho pélvico, dessensibilização perineal,  aumento do prazer sexual, autoconhecimento e maior qualidade de vida. De 1 a 12 meses*
Incontinência
Urinária
Masculina
Melhora da coordenação, força  e tônus dos músculos do assoalho pélvico resgatando a continência urinária e auxiliando na melhora da função erétil. Até 9 meses*

* Expectativa de resultado ao tratamento do paciente varia em cada caso. Período médio informado.

Se identificou com algum dos itens acima?

Siga-me

A melhor maneira de se manter informada sobre Fisioterapia Pélvica, Vaginismo,
Vulvodínia, Dispareunia, Incontinências em Geral, Urologia, Andrologia, Sexualidade e muito mais.